4.5.09

 

 

 

 

 


TARDES DE PRIMAVERA E ALGUNS CLICHÉS.

L., às 21:35  comentar

De Sem Nome a 4 de Maio de 2009 às 23:30
Gostei particularmente dos azulejos.
Segredo (tenho medo desses bichinhos coisos ... se fosse um louva-a-deus ou gafanhoto , bem nem queiras imaginar , só tenho a isso ).

Pronto confessei-me. =P

De L. a 4 de Maio de 2009 às 23:38
Gosto de louva-a-deus mas eu e os gafanhotos ainda não somos os melhores amigos. Vou anotar isso no bloco, pode vir a ser útil: ora... gafaaanhoootooss eee louuva-aaa-deeeeus. já está.

De Sem Nome a 4 de Maio de 2009 às 23:57
Quando quiseres que morra já sabes ... =)

De L. a 5 de Maio de 2009 às 00:07
Isso foi muito forte.

De Sem Nome a 5 de Maio de 2009 às 00:13
Acredita que um medo ao extremo como o meu é perigoso... lembro-me uma vez numa aula ter trepado e saltar as carteiras até sair da mesma porque entraram dois pela janela, enquanto chorava e berrava ... rídiculo eu sei nem parece coisa de homem, eu acho que é Kármico. Outra vez foi de noite criei o pânico em casa e fugi ao berros da mesma e a minha mãe em pânico fugiu comigo sem saber porquê atordoada por estar a dormir , no meio disto tudo agora rio-me mas acho engraçado ver como é completamente imcompreensivel e ridiculo o que sinto em relação a estes dois bichos fdp. Bem vou parar que isto já parece as tardes da Júlia ... estou-te a contaminar o espaço miúda!! lol

De L. a 5 de Maio de 2009 às 00:29
Ahah, tipo, quando li a cena em tua casa mijei-me a rir. Para o tal livro que vais escrever, já tens título: Eu Emanuel :p

De Sem Nome a 5 de Maio de 2009 às 00:36
Não vai ser auto-biográfico (graças a Deus né).
Pois o hilariante da situação foi mesmo isso o meu pai com cara de otário a ver-me a correr aos berros e a minha mãe atrás de mim aos berros a correr casa fora, eu fugi de um louva-a-deus ... ela até hoje não conseguimos perceber bem o porquê da reacção ... talvez falta de carinho tadita !! lol Ainda hoje quando conto isto desmancho a rir=P

De Caravaggio a 5 de Maio de 2009 às 01:17
AS TUAS FOTOGRAFIAS CHEIRAM A FALTA DE "AMOR" E QUANDO ADORMECERES OU VOU REGALAS DE BEIJOS.

De L. a 5 de Maio de 2009 às 01:20
Por acaso tenho muito amor.

"...things don't have to be extraordinary to be beautiful.
The ordinary could be just as beautiful."

Wicker Park