30.8.08

  I love you without knowing how, or when, or from where. I love you straightforwardly, without complexities or pride; so I love you because I know no other way that this: where I does not exist nor you, so close that your hand on my chest is my hand, so close that your eyes close as I fall asleep."

 

Pablo Neruda (citado no filme Patch Adams)

Categories:
L., às 01:24  comentar

De ninguém a 22 de Dezembro de 2008 às 21:30
Olá,

Parabéns pelo blog. Bonito, agradável, intimista.
Eu amo alguém assim, tal como escreve Neruda.

Cumprimentos


De L. a 23 de Dezembro de 2008 às 14:34
Comentários anónimos deixam-me sempre intrigada. Continua a ama-la/o assim.

De MárciaB. a 22 de Dezembro de 2008 às 22:46
Tens um blog tão giro =D

Gostei =)

Principalmente deste post *.*

Beijoca *

De L. a 23 de Dezembro de 2008 às 14:34
Obrigada Márcia e volta sempre.

"...things don't have to be extraordinary to be beautiful.
The ordinary could be just as beautiful."

Wicker Park