23.5.09

Sabem aquelas pessoas irritantes dos moleskines e diários-gráficos mil, das texturas e da fotografia, dos filmes que ninguém entende, que num minuto ouve música clássica e no outro música esquisita. Sabem? Aquela gente que pinta mensagens nas paredes e que colecciona merdas que encontra no chão, que tem a mania que toca guitarra e que fala de coisas que mais ninguém conhece, que alias fala de coisas por quem mais ninguém se interessa, que tem blogs e galerias na net com os "trabalhos". Sabem, esse tipo de gente? Eu faço parte.

L., às 16:08  (18) comentar

"...things don't have to be extraordinary to be beautiful.
The ordinary could be just as beautiful."

Wicker Park