17.8.09

(...) queria sentir a tua respiração do outro lado da cama, só para ter a certeza que quando me voltasse ganharia um beijo.

L., às 22:27  comentar

De plastessina a 18 de Agosto de 2009 às 00:28
eu sei que nome escrevia nesses parêntesis e então estou toda triste óleonor 

De L. a 18 de Agosto de 2009 às 00:30
Mas triste porquê se tu és bonita? Sabes que uma vez me ensinaram que meninas bonitas nunca ficam tristes, apenas menos alegres :)

De plastessina a 18 de Agosto de 2009 às 00:33
tu não sabes se eu sou bonita porque ainda não me vieste dar um desenho. mas não é por isso que eu estou triste, embora um deseeeeenho me pudesse aumentar a felicidade, lalala.

De L. a 18 de Agosto de 2009 às 00:37
agora só por correio, e não sei se chegava a tempo. e és bonita sim, sei coisas.

De plastessina a 18 de Agosto de 2009 às 00:51
não me digas que ainda não compraste um pombo-correio-turbo, com esses negócios que andas a fazer. olha eu queria explicar-te como ficam as tuas páginas de comentários vistas no Opera, que é o que eu uso, tem montes de simbolozinhos de play espalhados pela página (aqueles que supostamente deviam estar lá em baixo, já fui confirmar ao explorer), depois mando-te um print screen. 

olha se eu sou bonita porque é que estou triste? não entendo, para mim estás a mentir numa das coisas, mentireira.

De L. a 18 de Agosto de 2009 às 00:58
Não tenho pombal para o pombo. Ai (e diz porra) esta merda de existirem mil browsers. Porque é que não usas o firefox como as gentes civilizadas.

Verdadosa eu :$

De plastessina a 18 de Agosto de 2009 às 01:03
não há mil, há um, o Opera e mais nenhum. :D

(que geek, influência do meu irmão apenas, juro que sim)

"...things don't have to be extraordinary to be beautiful.
The ordinary could be just as beautiful."

Wicker Park